Cinco conselhos antes de prestar vestibular

Os critérios que eu utilizei pra escolher minha profissão aos 16 anos foram bem ruins. Comprei um Guia do Estudante da Ed. Abril e fui lendo.

Este guia era uma piada, ele falava bem de todas as formações, das características necessárias pra se dar bem na profissão e do amplo mercado de trabalho, EXCETO do curso de jornalismo. Segundo o guia, jornalismo era um campo saturado, com muitos mais formandos que o mercado conseguia absorver e mal remunerado. Na época eu não entendi o porque de jornalismo ser o único curso desaconselhável, mas hoje eu entendo. O guia era escrito por jornalistas, óbvio!

O que eu buscava no guia era algum direcionamento profissional, algo além daquele “você tem que fazer o que gosta”, “você é bom em matemática, vai pra exatas”, etc.

Então, segue abaixo 5 CONSELHOS que eu gostaria de ter escutado antes de concluir o ensino médio e prestar vestibular:

  • Não tenha tanta pressa de entrar na universidade. Espere 1 a 2 anos depois do ensino médio. Você não sabe como estará o mercado daqui a 5, 6 ou 7 anos, pode ser que você se forme num período péssimo pra sua área escolhida, isso é questão de sorte. Essa história de que não sei quantos se formarão antes se você não entrar agora na universidade é balela. Depois de algum tempo não faz diferença nenhuma se a pessoa tem 8, 10 ou 12 anos de formado, estão todos no mesmo barco.
  • Eleja esse período de 1 a 2 anos como seu tempo de busca e aperfeiçoamento. Procure conhecer as profissões que te interessam desde dentro. Se você tem interesse na área médica, procure de alguma forma um trabalho numa clínica, laboratório ou hospital. O mesmo para escritórios de advocacia, engenharia, tecnologia. Nesse período de 1 a 2 anos, troque de trabalho algumas vezes.
  • O departamento de vendas é um bom lugar pra se começar, como assistente. Você terá contato com muitas pessoas de muitos departamentos, aprenderá a se apresentar, a argumentar, a tomar bronca sem ter culpa de nada e começará a entender como funciona o mercado e as pessoas. A grande maioria das vagas de emprego são em vendas, as exigências para entrada são menores.
  • Faça aula de teatro ou canto. Perder a vergonha de falar, não ter medo do ridículo e ser um pouco extrovertido são as bases do sucesso no século XXI.
  • Fique fluente no inglês. Suponho que aos 16 anos você já saiba um pouco, mas a fluência vai te diferenciar.

Resumindo: Um ou dois anos de pausa nos estudo, trabalhe nas áreas de interesse, trabalhe com vendas, faça teatro ou canto e inglês.

Tenha CERTEZA de que depois desse período de intensa descoberta, aos 18 ou 19 anos você estará muito mais experiente e confiante para escolher uma profissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *